Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Exército reforça combate a entrada de explosivos em ação para Olimpíada
Início do conteúdo da página

Exército reforça combate a entrada de explosivos em ação para Olimpíada

Publicado: Segunda, 13 de Junho de 2016, 15h03 | Última atualização em Segunda, 13 de Junho de 2016, 15h12

Operação Dínamo também combate entrada de armas e produtos químicos.

Equipes apreenderam 2,5 toneladas em um dia; 42 pessoas foram autuadas.

Gabriel Luiz Do G1 DF

Representantes do Exército Brasileiro em apresentação à imprensa nesta quarta-feira (1º)
(Foto: Gabriel Luiz/G1)

O Exército Brasileiro deu início nesta terça-feira (31) a uma operação nacional voltada para evitar a entrada e circulação irregular de produtos controlados no país, como explosivos, armas, munição e produtos químicos. A operação Dínamo faz parte das estratégias de segurança voltadas para os Jogos Olímpicos deste ano e deve ocorrer até esta quinta-feira (2). Novas fases devem acontecer até o fim do ano.

No primeiro dia de operação, as Forças Armadas apreenderam 2.532 quilos de explosivos. Segundo o general do Exército Ivan Neiva Filho, uma pessoa foi presa no Rio de Janeiro por levar 50 kg de fogos de artifício sem autorização. Em todo o país, 42 pessoas foram autuadas.

As ações contam com apoio da Receita Federal, do Ibama e do Ministério Público Federal. Equipes das polícias Federal, Rodoviária Federal, Militar e Civil também participam da força-tarefa, que não tem prazo definido para acabar.

“Os pontos [de vistoria] foram escolhidos em função de uma análise de inteligência que foi feita. São locais onde o acesso desses produtos acarreta problemas”, afirmou Neiva Filho. Segundo ele, a operação é curta para aumentar o impacto e a efetividade, "por causa do efeito surpresa".

De acordo com o Exército, a Operação Dínamo é de caráter preventivo e teve outras três fases em função da Copa do Mundo. Na apresentação, o general Guilherme Cals Theophilo falou sobre as preocupações com a fronteira do país. Questionado sobre um possível alerta em razão de atentados terroristas, ele disse ter notado aumento na entrada de migrantes principalmente entre a Colômbia e o Peru e pelo Acre.

Mapa exibido por representantes do Exército Brasileiro durante apresentação à imprensa nesta quarta-feira (1º) (Foto: Gabriel Luiz/G1)

“São senegaleses, gente africana, muita gente egípcia passando por lá. Pessoal vindo pela Venezuela que nos preocupa a passagem. Não são aqueles migrantes africanos que a gente estava acostumado. São pessoas diferentes que têm entrado por aquela fronteira. É uma coisa que sinaliza”, declarou o general Theophilo, que não informou se o assunto está sendo tratado oficialmente.

Terrorismo
Em abril, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) confirmou a autenticidade de um perfil no Twitter no qual um integrante do Estado Islâmico afirma que o Brasil seria um próximo alvo de ataques.

Em apresentação sobre ameaças terroristas aos Jogos Olímpicos Rio 2016, realizada na Feira Internacional de Segurança Pública e Corporativa nesta semana, o diretor da Abin afirmou que a conta com as declarações é do francês Maxime Hauchard, ligado ao Estado Islâmico, e foi confirmada em novembro de 2015 pelo órgão.

Na avaliação do diretor do Departamento de Contraterrorismo da Abin, Luiz Alberto Sallaberry, a probabilidade de o país ser alvo de ataques terroristas foi elevada nos últimos meses devido aos eventos ocorridos em outros países, como na França, e ao aumento do número de adesões de nacionais brasileiros à ideologia do Estado Islâmico.

 Fonte: Portal G1

+ Confira todas as matérias publicadas referentes a Operação Dínamo IV, a maior operação de fiscalização de produtos controlados já realizada

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página

Copyright © 2015 - Exército Brasileiro - Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados.
Quartel-General do Exército - Bloco H - 4º Andar - Setor Militar Urbano
Brasília - DF - CEP: 70630-901
Desenvolvimento: Seç TI Gab Cmt Ex
Atualização: Div TI/DFPC (2018)